Festival levou centenas de fãs do rock para a Praça da Liberdade

Música boa, gente bonita e um cartão-postal como pano de fundo. Os belo-horizontinos aproveitaram a tarde ensolarada deste domingo (4) para sair de casa e prestigiar o encerramento do “Rock no Circuito”. O festival brindou o fim de semana dos mineiros e a Praça da Liberdade, na zona Sul da capital, com shows, workshops, palestras e uma exposição. A iniciativa é do grupo Circuito do Rock, responsável por três casas noturnas da cidade.
Quem foi ao evento aprovou e pediu bis. As amigas Adriana Fróis, de 30 anos, e Mariana Fontenelle, de 32, aproveitaram a oportunidade para unir o útil ao agradável. “Ouvir música boa e ver gente bonita. Sou super a favor da iniciativa e acho que BH precisava de mais eventos como esse”, disse Adriana.
Patrícia Quelotti, de 37 anos, também marcou presença e levou a família: o irmão, a cunhada e até o cachorro. “Na verdade, estava na Feira da Afonso Pena e soube dos shows. Avisei para todo mundo e estamos gostando muito”, afirmou a empresária.
ABERTURA
A abertura da tarde deste domingo, pontualmente no horário marcado (13h45), ficou por conta dos mineiros do Hocus Pocus, grupo que há 30 anos desempenha a missão de representar o quarteto mais famoso de Liverpool, os Beatles. Na sequência, se apresentaram a eclética Dead Lover’s e os irmãos Supla e João Suplicy, que formam a Brothers of Brazil.
Barraquinhas de comida e bebida ajudaram a animar o evento, que só começou a esvaziar quando anoiteceu. Até as 20h, quem passou pelo Circuito Cultural da Praça da Liberdade conferiu a Exposição do Rock, que levou à Alameda da Educação, entre a rua Gonçalves Dias e avenida Bias Fortes, instrumentos musicais, exemplares de skates e acessórios, além de uma charmosa feira de discos de vinil e CDs de bandas independentes.
O festival “Rock no Circuito” começou no sábado, às 10 horas, com uma oficina de teremim, um dos primeiros instrumentos musicais totalmente eletrônicos. O ponto alto do primeiro dia de evento foi o show do ex-integrante dos Mutantes Túlio Mourão, que se apresentou sozinho.

Sem comentários

Deixe uma resposta